Onde comprar "Os meninos da Rua Beto"



Divirta-se com um livro diferente de todos que você já leu!

"OS MENINOS DA RUA BETO"

acesse:

http://inquietovagalume.blogspot.com.br/p/os-meninos-da-rua-beto.html

.

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Ascensão e queda da galinha Kátia - "Os meninos da Rua Beto"

Nunca houve uma galinha como Kátia. Nenhuma outra foi tão amada em vida e tão pranteada em seu passamento.

Da história de Kátia faz parte o coleguinha Izaías, que morava quase em frente à nossa casa e tinha oito anos na época. Sua mãe, senhora previdente, mantinha uma criação doméstica de galinhas para enriquecer a alimentação dos seus vários filhos.

Quando Kátia nasceu era um pintinho como outro qualquer, mas ao se tornar franguinha chamou a atenção do Izaías devido ao colorido de suas penas, tendendo ao vermelho. Ele resolveu tomá-la sob sua proteção e “pediu” a franguinha para a mãe, que a “deu”, distraída, sem pensar no significado emocional daquele pedido. Nessa ocasião Kátia recebeu seu charmoso nome.

À medida que o tempo passava, Izaías ia cuidando da sua galinha de estimação com todo o carinho, tanto que esta se tornou grande, gorda e vermelha.

O amor é um sentimento cheio de mistérios, cuja existência é sentida até pelos animais irracionais. Mesmo contando com tão poucos neurônios, Kátia percebeu que havia um vínculo entre ela e o menino, e o seguia como se fosse um cachorrinho. Quando ele fazia questão de sair desacompanhado, precisava dar altos e repetido berros: “Volta, Kátia!” para conseguir fechar o portão e sair à rua.

Tudo caminhava normalmente até o dia em que desabou um enorme temporal. O céu tornou-se escuro, o vento soprava furioso, raios começaram a riscar a atmosfera, e pavorosos trovões explodiam.

Por algum insondável motivo, ao invés de refugiar-se no galinheiro com as suas companheiras Kátia voou para cima do telhado do banheiro. Talvez, sentindo-se carente naquele dia, tenha agido assim para chamar a atenção do Izaías. Este, quando a viu em tão perigosa situação gritou várias vezes: “Desce, Kátia!” mas a galinha fingiu não entender e continuou empoleirada no telhado.

Izaías encostou uma escada na parede do banheiro e subiu para salvá-la. Já a tinha pegado e estava prestes a descer, quando um raio caiu a dez metros. O susto foi tão grande que ele despencou lá de cima! O telhado era baixo e por isso ele não se machucou, mas infelizmente aterrissou sobre a desventurada galinha, que teve morte instantânea.

Chorando em total desconsolo, Izaías resolveu enterrá-la com todas as honras que se dispensam a um animal de estimação, mas sua mãe, com aquele espírito prático de dona de casa, decidiu preparar e servir Kátia na janta.

Isso provocou uma enorme revolta no menino. Ele tomou a resolução de fugir de casa, e só não o fez porque o meu irmão conseguiu dissuadi-lo depois de exaustivas conversas. No entanto Izaías passou algum tempo magoado com sua mãe e jamais esqueceu a saudosa galinha.

Por uma dessas coincidências da vida, sua primeira namoradinha chamou-se Kátia. Era uma mocinha gorda e avermelhada, e trabalhava em uma avícola...

Imagem: http://galeria.colorir.com

Nenhum comentário: