Onde comprar "Os meninos da Rua Beto"



Divirta-se com um livro diferente de todos que você já leu!

"OS MENINOS DA RUA BETO"

acesse:

http://inquietovagalume.blogspot.com.br/p/os-meninos-da-rua-beto.html

.

terça-feira, 8 de julho de 2014

O mistério do Cascão

Trecho do livro "Os meninos da Rua Beto"

Junho de 1967

Havia por lá um homem cujo apelido era Cascão; seu nome verdadeiro nunca ninguém ficou sabendo. Ele tinha cerca de cinquenta anos, era baixinho e andava encurvado, como se carregasse alguma coisa pesada no bolso interno do paletó azul-marinho que nunca trocava.

Cascão se mudara para as redondezas havia uns três anos e morava num quartinho do cortiço do Seu Alfeu, na rua de baixo. Ele não tinha fontes de renda visíveis; nunca se soube de onde vinha o dinheiro com o qual sobrevivia.

Os adultos o consideravam retardado mental e não repreendiam as crianças que faziam gozações quando ele passava. Quando isso acontecia o Cascão dizia às crianças:

”Vocês não podem me tratar assim, porque não me conhecem e não sabem quem eu sou!”

Mas todo mundo “sabia” que ele não tinha estudos, não tinha emprego e não tinha família. Ele, no entanto, afirmava que era muito rico e que guardava um tesouro lá no quartinho. Ninguém, nem mesmo as crianças, acreditava em tais maluquices.

Um dia porém aconteceu um fato estranho. Parou na frente do cortiço um “Galaxy” azul, carro luxuoso da época, e dele desceram dois homens. Um deles era alto, de pele clara e avermelhada, parecendo estrangeiro; o outro era mais abrasileirado; os dois muito bem vestidos. Entraram no cortiço e saíram em companhia do Cascão.

Os três andaram juntos por certo tempo, conversando sobre algum assunto que parecia importante. O Cascão falava e gesticulava, e os outros dois prestavam muita atenção.

Quando voltaram desse pequeno passeio ele foi lá dentro e saiu carregando um bauzinho. Entraram todos no carro luxuoso e foram embora.

Desde esse dia o Cascão nunca mais foi visto.

Imagem: http://produto.mercadolivre.com.br

Nenhum comentário: