Onde comprar "Os meninos da Rua Beto"



Divirta-se com um livro diferente de todos que você já leu!

"OS MENINOS DA RUA BETO"

acesse:

http://inquietovagalume.blogspot.com.br/p/os-meninos-da-rua-beto.html

.

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Aula de anatomia

“Veja! Veja, aprendiz! Eu mesmo não acreditaria se não estivesse vendo! Como pode ter vida uma criatura possuidora de um projeto corporal-fisiológico tão mal-acabado?! Pra começar, este espécime tem apenas dois olhos! Sendo que os dois ficam do mesmo lado da esfera superior! Nenhum atrás! Nenhum dos lados!”

”Calma, mestre. Quem sabe não foi algum acidente que o privou dos outros olhos?”

”Não há marcas de cicatrização, aprendiz. Esta espécie não se regenera; quando perde alguma coisa, fica a marca. Não, eu te digo: este aqui nasceu com apenas dois olhos.”

”Será um mutante, mestre?”

”Não é mutante não. Os observadores-coletores disseram que são todos assim.”

”Então é de se lamentar mesmo. Aliás parece que o número dois se repete bastante nessa estrutura. Existem dois orifícios de finalidade desconhecida diametralmente opostos na esfera, dois membros superiores e dois membros inferiores.”

"Bem observado. Absurdos compatíveis com a escassez de olhos. Este pobre ser tem de se equilibrar sobre dois membros compridos e frágeis, e precisa girar a esfera superior quando quer enxergar o que está atrás ou ao lado. Como consegue se defender de predadores?”

”Mestre, tenho uma pergunta e uma observação. Primeiro a pergunta: está este ser exposto a muitos predadores, lá no seu planeta de origem?”

”Segundo os observadores-coletores, sim. Além de outras espécies hostis, há também um fato desconcertante: eles são predadores de si mesmos!”

”Mestre, não entendi! Significa que atacam-se uns aos outros? Como assim? Para quê? Não, não posso acreditar.”

”Eu também tive essa reação quando soube. Então me mostraram imagens obtidas naquele planeta. Não queira vê-las, aprendiz. Passei mal e tive que ser medicado.”

”Só me responda isto, mestre: por quais motivos atacam-se uns aos outros?”

”Para se apoderarem de pertences. Ou de territórios. Ou dos corpos uns dos outros...
Calma, calma, aprendiz! Não fique assim! Lembre-se de que eles são uma raça inferior. Não se pode esperar muito de seres inferiores.”

”Desculpe, mestre. Não queria ter tido essa reação. É penoso, mas tenho que ser forte, faz parte do aprendizado. E falando em primitivismo, a observação que eu queria fazer é esta: reparou que a esfera superior não gira 360 graus?”

”Tem certeza? Já fez o teste?”

”Fiz, mestre. A esfera gira apenas 90 graus para cada lado. É uma estrutura muito tosca, realmente. E ainda tem um fato mais grave. Ao que tudo indica, o centro de processamento de informações está localizado exatamente nessa esfera superior.”

”Já ouvi tal hipótese, aprendiz, mas preciso de maiores evidências para acreditar. Seria um inaceitável erro de projeto que o órgão mais importante da criatura ficasse localizado em sua parte mais exposta e vulnerável. Se for assim, qualquer objeto que atinja a esfera com suficiente força pode fazer a criatura perecer.“

"Mestre, posso dar uma sugestão? Que tal interrompermos por hoje o exame deste espécime? Foram informações chocantes demais para uma única sessão. Que acha de pegarmos outra criatura para estudar?”

"Está bem. Eu mesmo me sinto um pouco abalado. Faça o seguinte, aprendiz: devolva este humano ao arquivo morto e traga para cá a chamada borboleta.”

”Borboleta, mestre? Aquele ser minúsculo com asas coloridas?”

”Esse mesmo, aprendiz. Há um grande mistério relacionado a essa criatura. Dizem que nunca foi observado um filhote de borboleta!”

Imagem: https://www.etsy.com

Nenhum comentário: